sábado, 15 de março de 2008

PAC deve liberar R$ 120 milhões para modernizar trens na Paraíba

PAC deve liberar R$ 120 milhões para modernizar trens na Paraíba
15 de março de 2008

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos, no Estado, aguarda a confirmação dos recursos, até junho, para melhoria de 30 quilômetros da ferrovia que interliga as cidades de João Pessoa, Santa Rita e Cabedelo. O projeto também prevê reforma nas estações e a troca dos velhos vagões, que já têm 30 anos de uso, por unidades mais modernas.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) da Paraíba deverá ser beneficiada com R$ 120 milhões para aplicar no Projeto de Modernização Geral dos Trens, que na Grande João Pessoa dispõe de 30 quilômetros de ferrovia ligando Santa Rita a Cabedelo. A verba a ser distribuída através do Ministério das Cidades, deve ser confirmada até o início do mês de junho.
O objetivo do Ministério das Cidades é investir até 2010 cerca de R$ 2,5 bilhões em obras de melhoria e expansão nos sistemas de metrôs e de trens urbanos de passageiros em todo o País, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Os vagões que atendem a população paraibana, segundo o superintendente da CBTU-PB, Lucélio Cartaxo, já têm 30 anos de uso e a manutenção é difícil. Com a verba do PAC, eles serão trocados por modernos veículos leves sobre trilhos (VLT) e todas as estações serão modernizadas. Com esse trabalho na CBTU-PB, os usuários ganharão conforto, segurança e viagens mais rápidas.
Cartaxo ressaltou que o projeto de modernização da CBTU da Paraíba já foi aprovado pelo Ministério das Cidades e que o montante destinado ao Estado deverá ser confirmado até o início do mês de junho. Os Estados do Rio Grande do Norte, Alagoas e Pernambuco também estão incluídos no projeto e deverão ser contemplados com parte da verba.

A CBTU atua nos sistemas próprios dos metrôs de Belo Horizonte (MG) e de Recife (PE) e nos sistemas de trens urbanos que também pertencem à empresa, que são os de João Pessoa (PB), Maceió (AL) e Natal (RN). Além disso, atua nas companhias que foram estadualizadas e que respondem pelos projetos dos metrôs de Salvador (BA) e Fortaleza (CE). "Com isso tudo, os investimentos da CBTU até 2010 no governo Lula vão chegar à casa dos R$ 2,5 bilhões. A aplicação desses recursos está em andamento e os resultados estão sendo muito bem aceitos no Ministério das Cidades e na Casa Civil", afirmou o diretor-técnico da CBTU, Marcus Vinícius Quintella.

Segundo ele, a empresa não está perdendo nada. "Estamos dentro do cronograma. Há uma meta de trabalho definida e eu estou muito satisfeito com a atuação da CBTU hoje no PAC".
A CBTU fiscaliza o processo de aplicação da verba federal. A companhia também participa do projeto de construção da Linha 3 do Metrô do Rio de Janeiro, que ligará a capital fluminense a Niterói e São Gonçalo, em travessia sob a Baía de Guanabara. O governo federal repassou R$ 5 milhões para os estudos preliminares do projeto.

Fonte: Jornal A União

quarta-feira, 12 de março de 2008

NA GLOBO, PREFEITURA ACUSADA DE CORRUPÇÃO NÃO TEM PARTIDO (QUANDO É DO PSDB)

NA GLOBO, PREFEITURA ACUSADA DE CORRUPÇÃO NÃO TEM PARTIDO (QUANDO É DO PSDB)

Atualizado em 12 de março de 2008 às 13:42 | Publicado em 12 de março de 2008 às 13:32

SÃO PAULO - Foi um telespectador atento que me chamou a atenção. No domingo passado, o Fantástico dedicou 5:27 segundos a uma denúncia de corrupção envolvendo integrantes da Prefeitura de Santa Isabel, no interior de São Paulo. O prefeito Hélio Buscarioli se defendeu. Olhem só como ele apareceu no vídeo:

BUCSARIOLI.JPG

O texto da reportagem não menciona que os presos são de um governo municipal do PSDB. Nem que o prefeito Hélio Buscarioli é do PSDB.

Porém, em outro escândalo municipal, dias antes, envolvendo o governo de Campos, no interior do estado do Rio de Janeiro, vejam só como se comportou o Jornal Nacional, da Rede Globo, ao historiar os escândalos envolvendo autoridades da cidade:

PDT.JPG

Carlos Alberto Campista, devidamente identificado como do PDT, "foi cassado acusado de compra de votos."

PUDIM.jpg

Geraldo Pudim, devidamente identificado como do PMDB, "foi cassado acusado de compra de votos."

E o prefeito mais recentemente acusado, Alexandre Mocaiber, foi devidamente identificado como "atualmente sem partido."

São dois escândalos municipais.

Em minha opinião, trata-se de tratamento desigual para iguais.

Vai logo aparecer alguém para dizer que foi coincidência. Mas eu quero ver alguma coincidência contra o PSDB. Até hoje só teve coincidência contra o PCdoB, PDT, PMDB, PT, PTB...

Olhem como a Folha tratou o prefeito de Santa Isabel:

buscarioli.JPG

E olhem como a Folha tratou os políticos de Campos:

folha_campso.JPG

Roberto Henriques (PMDB) é o novo prefeito de Campos, em substituição a Alexandre Mocaiber, que foi eleito pelo PSB e hoje está sem partido.

É uma questão de padrão jornalístico.

Isso me faz lembrar aquele caso da campanha eleitoral de 2006, quando o Jornal Nacional informou a seus telespectadores - em plena campanha eleitoral - que um escândalo envolvendo o Ministério da Saúde do governo Lula teria começado "no governo anterior".

Governo anterior = José Serra ministro da Saúde e Fernando Henrique Cardoso presidente. Ambos do PSDB. Presumo que seria falta de educação lembrar isso aos eleitores bem na semana em que Serra disputava o governo de São Paulo, não é mesmo?

Fonte: Vi o Mundo (Blog do Jornalista Ex-Globo Luiz Carlos Azenha)